Passar para o conteúdo principal

objetivos estratégicos

Os objetivos estratégicos da InC2

A Iniciativa Nacional Cidades Circulares visa concretizar três objetivos estratégicos e um objetivo transversal:

objetivos estratégicos

  • Capacitação

    Envolve o trabalho e a aquisição de competências pelas cidades, apoiadas por peritos, no desenvolvimento de planos locais de ação para a economia circular, com envolvimento e participação das comunidades locais, integração territorial e cooperação em rede com outras cidades circulares. As Redes Cidades Circulares constituem o principal instrumento de concretização deste objetivo.

    A InC2 irá promover a constituição de Redes de Cidades Circulares no território nacional com o objetivo de avançar a agenda emergente da Economia Circular em contexto urbano. Serão desenvolvidas ações de capacitação de atores críticos das parcerias (membros do executivo, dirigentes intermédios e quadros técnicos e científicos, membros coordenadores Grupo de Ação Local) nas abordagens integradas e participadas da circularidade urbana. A iniciativa também irá apoiar as atividades inerentes ao subsequente desenvolvimento de estratégias integradas e planos de ação. No âmbito das Redes de Cidades Circulares também poderá ser promovida a sinalização de boas práticas de circularidade urbana, cuja transferibilidade poderá ser objeto de aferição e estruturação, e a identificação de oportunidades de inovação e empreendedorismo passíveis de aprofundamento e exploração.

  • Capitalização

    Envolve o imperativo subsequente de síntese dos resultados alcançados pelas cidades e o aproveitamento do capital de conhecimento e relações gerados para criar, em processos de cooperação multinível, mais conhecimento e informação, melhores condições de financiamento e melhor legislação no quadro da economia circular urbana. As plataformas multinível constituem o principal instrumento de concretização deste objectivo.

    A capitalização da InC2 visa potenciar o conhecimento, resultados e relações institucionais gerados pela iniciativa, facilitando a sua tradução no avanço da Agenda da Economia Circular nas Cidades e na geração de oportunidades que vão para além do horizonte temporal da InC2. Serão desta forma consolidados e estruturados os 'outputs' do trabalho das Redes de Cidades Circulares no sentido de facilitar a sua apropriação e adoção pelas cidades portuguesas e comunidade técnica e científica. Por outro lado, serão sistematizadas e analisadas as lacunas de governança da circularidade urbana sinalizadas ao longo dos processos de planeamento de ação desenvolvidos pelas cidades. Será também promovido o diálogo multinível e multissectorial em torno das necessidades, constrangimentos e oportunidades em matéria de conhecimento, financiamento e legislação para a economia circular urbana e exploradas sinergias do seu trabalho nas Redes de Cidades Circulares com outros programas e iniciativas, integradas ou não no PAEC, no sentido de criar uma base para o diálogo institucional multinível e multissectorial sobre o futuro da circularidade urbana.

  • Comunicação

    Envolve a produção e disseminação de informação com vista ao reconhecimento e sensibilização para a economia circular urbana e à ampliação da esfera de beneficiários indiretos da InC2. A rede de comunicação dinamizada pelo ponto de contacto nacional constitui o principal instrumento de concretização deste objetivo.

    A InC2 irá desenvolver uma estratégia integrada de marketing e comunicação, envolvendo uma ampla rede de parceiros estratégicos com vista a ampliar a sensibilidade e o conhecimento das cidades portuguesas e de outros atores do desenvolvimento urbano e da economia circular e a provocar o reconhecimento da marca e das ações da InC2. Esta rede de comunicação será dinamizada pelo ponto de contacto nacional e constituída por pontos de contacto sectoriais, regionais e das cidades envolvidas na InC2. Competirá ao ponto de contacto nacional produzir e disseminar conteúdos através desta rede para maximizar o alcance da comunicação da InC2.

  • Assistência técnica

    Envolve a criação das condições materiais e financeiras para garantir uma execução da InC2 eficiente e eficaz e assegurar o regular funcionamento dos seus órgãos de governação.

 

Saiba mais no Programa da InC2